POEMA SÉCULO XXI

O MAL DESSE PAÍS É A CORRUPÇÃO
PAI ROUBA FILHO
POLÍCIA ROUBA LADRÃO
FILHO BATE NA MÃE
TRAFICANTE MATA IRMÃO
POLÍTICO SEM PROJETO
PROJETA SUA MANSÃO.

O MAL DESSE PAÍS É A CORRUPÇÃO
MOTORISTA SUBORNA GUARDA
GUARDA NÃO RESPEITA SINALIZAÇÃO
O INOCENTE PAGA O PECADO
O PECADOR RECEBE A BENÇÃO
O PRISIONEIRO ESTÁ NA RUA
A LIBERDADE TÁ NA PRISÃO.

O MAL DESSE PAÍS É A CORRUPÇÃO
O ESTUDANTE COMPROU UM CERTIFICADO
NA EMPRESA DO CIDADÃO
O FILHO MORREU NA MATERNIDADE
O PAI NUMA GRANDE CIDADE C/ UMA ARMA NA MÃO.
O MÉDICO VENDEU UM ORGÃO NO HOSPITAL DA EDUCAÇÃO,
MAS NÃO SALVOU, NEM O PADRE, NEM O PASTOR,
NEM A MÃE DO SENADOR,
NEM O FILHO DO CANTOR
SOCIEDADE SEM VALOR
SÓ TEM UMA EXPLICAÇÃO: MORREU A HONESTIDADE,
NESSA TAL PÓS-MODERNIDADE
SEJA NO CAMPO OU NA CIDADE
QUEM REINA É A CORRUPÇÃO

(OSCAR SANTANA).

REFLEXÃO SOBRE POESIA E EDUCAÇÃO

É necessário e urgente educar nossas emoções para reescrever o texto da aprendizagem e da vida. Tanto se fala no meio pedagógico sobre a educação para o pensar, mas não se pensa num modelo educativo capaz de romper com a mera reprodução do conhecimento, despertando a inteligência, a sensibilidade e a imaginação.

A poesia é uma forma de energia e permite educar para as polissemias dos signos e a multivocidade do homem e do mundo.

Todo homem – até mesmo o rico – é poeta entre os quinze e os vinte anos. A nova educação deverá fazer do homem um poeta em todas as idades, sem que lhe seja necessário escrever versos. Viver a poesia é muito mais necessário e importante do que escrevê-la  (Murilo Mendes).

Cada vez mais solitária e ignorada nas ruas e nas casas, nas telas eletrônicas e nas páginas impressas, a poesia tem estado às margens desta sociedade dominada por frases-feitas, slogans de consumo, ilusões publicitárias, imagens manipuladas, emoções sem natureza, idéias homogeneizadas.

A desfiguração da palavra é sinal da desumanização da história. Nesta passagem de século XX para XXI, neste tempo de agonias e de partos, as crises se intensificam, em todos os campos. Dentre elas, a perda de sentido do dizer, do pensar, do aprender e do próprio existir (Severino Antônio).

Precisamos de renascimentos. Um dos mais necessários é a redescoberta da poesia, essa atividade mais que milenar, presente em toda sociedade do homem sobre a Terra, atividade que pode mudar a vida, mudar a aprendizagem.

A poesia é um modo de refletir, de conhecer, de expressar. Nosso corpo é feito também de palavras. Nossas palavras são também gestos (Severino Antônio).

A poesia é a voz do oprimido, gritos, gemidos; é uma canto de liberdade que pode ser tocado na EDUCAÇÃO.

EDUCAÇÃO

Palavra forte

Saúde da nação

Qualidade de vida

Poder de revolução.

EDUCAÇÃO

É a beleza de um país

Que se preocupa com o progresso

Arma contra a violência,

Paz, riqueza e sucesso.

EDUCAÇÃO

Redutora de presídios

Inimiga da corrupção

Amiga dos homens e das mulheres

Respeito, direito, união.

EDUCAÇÃO

Transforma a vida de uma criança

Faz nascer um jovem sonhador

Faz a tristeza sorrir a esperança

Um dia toda criança desejará ser professor.

EDUCAÇÃO

Respeita a cultura e a vida

Tolera a religião

É contra a desigualdade econômica

Não aceita a exploração.

EDUCAÇÃO

Na escola ou na rua

É possível utilizar

Em casa ou no trabalho

O mundo é seu lugar.

EDUCAÇÃO

Tudo que se pensa com amor

Tudo que se faz com prazer

Quanto mais a gente estuda

Mais deseja conhecer.

EDUCAÇÃO

É escrever uma poesia

É tudo que a gente ler

É uma filosofia

Que faz o homem crescer.

EDUCAÇÃO

É quem tira o homem da ignorância

Busca justiça e verdade

Salva da escuridão,

Acende a luz da liberdade…

(Oscar Santana dos Santos)