VALE DO JEQUIRIÇÁ

Terra linda de vida verde e azul anil

Água pura de índia virgem

Cariri, tupinambá aqui viveu

Meu índio mandou avisar

Que o nosso Rio Jequiriçá

Ainda não morreu.

Meu Vale vale tudo

Que contém minha paixão meu Mutuípe

Cidade filha de Jequiriçá

Laje de Maragogipe

Ubaíra da minha Valença

Itaquara e Jaguaquara terra do meu tupinambá.

Fui a Jequié pra fazer vestibular

Sentir dor com os buracos da estrada

De Santa Inês a Itaquara tive que campear

Camurujipe que não se cansa de quebrar

Meu Deus do céu!

Será que ninguém se lembrou do meu Vale do Jequiriçá?

Pensei que era BA, mas é BR

Não vejo meu prefeito nem meu vereador

Não sei quem é meu deputado

Não conheço meu governador

Vou cavar mais um buraco

Pra aliviar a minha dor.

Meu vale lindo

Salve meu Rio Jequiriçá

Foi ele que me ensinou a nadar

Se engolir água sem querer

Tenho medo de querer beber um dia

E amanhã não encontrar.

Meu vale lindo

Terra do meu tupinambá

Terra da biodiversidade

Da poesia e da musicalidade

Do cacau e do café

Do meu conjunto de cidade que me leva a Jequié.

Meu Vale vale vida

Tem história e memória

Construída nos trilhos do Trem

Naquele vai e vem

De Nazaré a Jequié

Pra conhecer essa história eu vou andando a pé.

Meu Vale lindo

Eu queria te salvar

Mas a verba do teu projeto

As águas da corrupção levou

Vou denunciar, meu Vale lindo!

O que tenho pra te dar é uma palavra de amor.

(OSCAR SANTANA)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


9 + seis =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>