Presidente da Mercovale defende criação da Universidade Federal do Sudoeste da Bahia

Prefeitos iniciam luta para criação da Universidade Federal do Sudoeste da Bahia
O prefeito de Planaltino, Zeca Braga, presidente da Associação dos Municípios do Vale do Jiquiriçá – MERCOVALE-, esteve acompanhando o Prefeito de Vitória da Conquista, Guilherme Menezes,  no início da tarde da última quarta-feira, 21, onde tiveram com o ministro da Educação, Fernando Haddad, para solicitar a criação da Universidade Federal do Sudoeste da Bahia. A audiência foi articulada pelo deputado federal Emiliano José e também contou com  o prefeito de Brumado, Eduardo Vasconcelos; prefeito de Barra do Choça  e presidente da Associação dos Municípios da Microrregião do Sudoeste, Oberdan Rocha; prefeita de Mortugaba e presidente da Associação dos Municípios das Regiões do Rio do Antônio e Rio Gavião, Rita de Cássia Cerqueira;  prefeito de Santana, Marco Aurélio Cardoso, e prefeito de Santa Maria da Vitória, padre Amaro Santana. Também estavam presentes os deputados federais Valmir Assunção, Nelson Pelegrino, Amauri Teixeira e o deputado estadual Marcelino Galo.
Ao justificar a necessidade de criação da Universidade Federal do Sudoeste para o ministro, o prefeito Guilherme destacou que estava acompanhado de prefeitos que representam mais de 60 municípios cuja população seria diretamente beneficiada. Os prefeitos presentes na audiência destacaram a liderança do prefeito Guilherme Menezes no processo de consolidação da proposta de criação de uma universidade federal que beneficiará uma vasta região.
O Prefeito Zeca Braga, defende a criação de um campus da Universidade Federal do Sudoeste da Bahia no Vale do Jiquiriçá, contribuindo assim para atender a grande demanda de estudantes que concluem o Ensino Médio e acabam tendo que se deslocar para outras regiões em busca de uma oportunidade de cursar o nível superior.
O ministro da Educação, Fernando Haddad, afirmou que os Governos Lula e Dilma vêm investindo maciçamente na expansão do ensino superior, já tendo sido criados, desde 2003, 126 campi federais e 214 institutos federais em 340 cidades brasileiras. Sobre as demandas levadas pelo deputado Emiliano José e pelos prefeitos baianos, o ministro afirmou que solicitará aos técnicos do MEC visitas à região para construção de pareceres sobre o assunto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


cinco × 6 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>