GRUPO COMEMORA ANTES DA HORA E DEPOIS SE DÁ CONTA QUE PERDEU

Empolgados com uma pequena vantagem nas primeiras urnas de uma determinada seção, fiscais do Partido Progressista, correram às ruas para comemorar neste domingo. As pessoas próximas se encarregaram de espalhar a notícia equivocada.

Rapidamente, toda a cidade já conhecia ”o vencedor das eleições locais”. O candidato do 11, Modeir Rauedys foi ovacionado por uma multidão, recebeu parabéns e desfilou pelas principais ruas de Mutuípe nos ombros do povo. Outros fiscais se esqueceram de contabilizar os votos das demais urnas e caíram na festa. Para aumentar a emoção dos eleitores progressistas, a rádio local colocou mais lenha na fogueira e divulgou por volta das 18h ”notícias não oficiais dão conta de que Modeir é o novo prefeito de Mutuípe”. Mais de 2 mil pessoas lotaram o centro da cidade para comemorar.

Enquanto isso, a Rádio Líder FM transmitia direto do fórum para a cidade de Laje os nºs oficiais completamente diferentes.

Passavam das 19h quando o resultado oficial foi divulgado e por cerca de 2 horas Modeir foi prefeito de Mutuípe. ”Vou pegar meu dinheiro de volta”, gritava o agricultor Manoel da Silva que pensava ter perdido R$ 8.000,00.

A notícia equivocada na emissora de rádio nos remete ao episódio protagonizado por Orson Welles numa Rádio nos EUA. Durante a leitura do romance ”A Guerra dos Mundos” em de 1938, o radialista assustou a população que pensava se tratar de uma fato real ao interpretar com realismo trechos do livro. Muitos americanos se suicidaram.

No final da história, Carlinhos do PT recebeu 6.338 votos, uma vantagem de apenas 97 votos e vai governar a cidade pela 3ª vez. O candidato progressista teve 6241.

 

TEXTO: Bricio Lopes

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *


um + 4 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>